Boletins

7 dicas para resolver o velho “problema da mão de obra” nas micro e pequenas empresas

7 dicas para resolver o velho “problema da mão de obra” nas micro e pequenas empresas

Colaboradores se demitindo com frequência? Funcionários não permanecem muito tempo na empresa? 7 dicas para espantar este fantasma!

 Por: Roberto Morais

 Provavelmente você já deve ter escutado de algum pequeno empresário, queixas do tipo:

- “Meu maior problema aqui na empresa é com a mão de obra”...
- “Meus funcionários ficam pouco tempo aqui na empresa, logo pedem demissão...”
- “A mão de obra aqui na cidade é muito ruim”...

 

Geralmente essas queixas refletem um problema comum enfrentado por muitas pequenas empresas brasileiras: a constante rotatividade de pessoal, um fenômeno que gera prejuízos e muita dor de cabeça para o pequeno empresário.

 

Gostaria de tratar esse assunto na ótica do pequeno empresário brasileiro, aquele que gerencia pessoalmente sua pequena empresa e que tem a responsabilidade direta de manter uma equipe motivada e alinhada com os interesses do negócio.

 

Inicialmente vale dizer que diversos fatores que motivam os colaboradores a deixar seus empregos em busca de um novo trabalho, dentre eles:

ü  a ausência de perspectiva de futuro na empresa;

ü  relacionamento ruim com o chefe ou patrão;

ü  salários abaixo da média do setor;

ü  atraso frequente do pagamento;

ü  falta de recursos adequados para desempenhar a função;

ü  comportamento inadequado ou mau exemplo do patrão;

ü  inexistência de treinamento para a função;

ü  interferência de familiares no negócio (muita gente mandando)... entre outras situações!

 

Vamos agora eliminar alguns mitos e apontar alguns possíveis caminhos; A lista a seguir descreve 7 dicas quentes que podem ajudar a minimizar o problema da alta rotatividade de pessoal:

1º - Descubra com precisão quais as razões pela qual seus funcionários estão deixando a empresa!

Se necessário contrate uma consultoria externa para ajuda-lo; esse trabalho não é caro e pode ajudar imensamente na identificação real do problema; Às vezes o pequeno empresário “acha” que os funcionários “não param na empresa” por um motivo e na verdade a causa do problema é outra...

 

2º - Muito cuidado com as questões salarias!

Procure pagar bem e em dia; atrasar salário é uma das coisas que mais desmotivam e irritam o colaborador; dinheiro no bolso e em dia é muito importante para qualquer um!

3º - Procure oferecer ao seu funcionário uma pequena participação nos resultados!

Isso motiva o colaborador a produzir mais e com melhor qualidade. Converse com seu contadorpara que ele o auxilie a chegar num valor adequado e compatível com o porte de sua empresa; mesmo com um orçamento modesto, sempre é possível encontrar um valor viável;

 

4º - Contrate certo!

Em muitas empresas os problemas com pessoal começam na contratação. Colocar pessoas sem o perfil adequado contribui para o fracasso do colaborador e da empresa. Mesmo que sua empresa seja bem pequena, não descuide desse ponto; se necessário contrate um profissional que te ajude a fazer um recrutamento e uma seleção. Fica mais barato do que contratar mal!

 

5º - Treine as pessoas para desempenhar as funções!

Toda empresa precisa investir em treinamento; já se foi o tempo que isso era apenas para grandes empresas; lembre-se que treinamento empresarial é coisa para profissionais, não pode ser feito de qualquer jeito; Instrutores autônomos, empresas de treinamento e Instituições como o SEBRAE ajudam bastante e os custos são acessíveis; treinar pessoal pode ser caro, mas muito mais caro é manter funcionário sem treinamento, fazendo bobagem na empresa! E tenha em mente que treinar seu pessoal é responsabilidade sua!

 

6º - Cuide da sua equipe!

Toda pessoa gosta de afeto e acolhimento; portanto dê atenção a seu pessoal, escute os problemas, pergunte frequentemente sobre a impressão de cada um com relação ao trabalho e à empresa; dê feedback e valorize as sugestões! Normalmente a equipe tem a solução para qualquer problema na empresa!

 

7º - Profissionalize a gestão de sua empresa!

Se você é o próprio gestor de sua empresa, então tenha em mente que você também precisa de qualificação!

 

Administrar uma empresa não é tarefa para amador e você, proprietário ou gestor,precisa se manter atualizado!

Participe de treinamentos e programas de aperfeiçoamento de gestão de negócios! Esse é o primeiro - e talvez maior passo - para a profissionalização da sua empresa!

 (*) Roberto Souza de Morais é formado em Engenharia Mecânica pela Unesp/SP, Pós Graduado em Gestão Empresarial pela FGV/RJ e especialista em Gestão Estratégica de Pessoas e Inovação pela Faculdade Católica Dom Orione/TO. Autor do livro "O Profissional do Futuro - Uma Visão Empreendedora", publicado pela Editora Manole/SP